Casal e criança morrem em desabamento de falésia em Pipa, no Rio Grande do Norte

single-image

Três pessoas morreram soterradas pelo desmoronamento de uma falésia, por volta das 11h50 desta terça-feira (17), na praia de Pipa, um dos principais destinos turísticos do Rio Grande do Norte.

Três equipes do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte foram enviadas ao local.

De acordo com informações da Polícia Militar, as vítimas foram identificadas como Hugo Mendes Pereira, 32 anos, e Stela Souza. Os dois estavam acompanhados de Sol Mendes, filho de apenas 1 ano.

As vítimas foram socorridas, mas não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Populares no local afirmaram que os três moravam em Praia do Amor, em Pipa. Não foram encontradas outras pessoas soterradas.

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) foi acionado para a realização dos procedimentos legais.

Não há informações do que teria causado o desabamento.

Incidente

Em setembro deste ano, Pipa foi cenário de outro acidente envolvendo turistas nas falésias. Um casal de João Pessoa caiu do trecho conhecido como “Chapadão” após o homem, de 21 anos, perder o controle do quadriciclo que levava também sua namorada, de 21 anos, grávida de um mês.

Os dois foram resgatados conscientes.

Destino turístico

Pipa é um distrito de em Tibau do Sul, a cerca de 100 km de Natal. Além das praias, o local é famoso por festivais culturais e gastronômicos, realizados ao longo do ano.

Antes da pandemia, Pipa recebia em média 7 mil pessoas por dia na alta temporada, segundo a prefeitura de Tibau do Sul. O uso da praia não foi proibido durante a pandemia.

 

 

 

Phillipe Ramalho