Bolsonaro veta projeto que obriga hospital a comunicar violência contra mulher

single-image

A Presidência da República comunicou ao Senado que Jair Bolsonaro decidiu vetar integralmente o projeto de lei que obrigava os hospitais das redes de saúde pública e privada a notificar os casos suspeitos de violência contra a mulher à polícia em no máximo 24 horas.

O governo justificou o veto baseado em parecer do Ministério da Mulher e dos Direitos Humanos.

A pasta comandada por Damares Alves afirmou que a medida “vulnerabiliza ainda mais a mulher, tendo em vista que, nesses casos, o sigilo é fundamental para garantir o atendimento à saúde sem preocupações com futuras retaliações do agressor, especialmente quando ambos ainda habitam o mesmo lar ou ainda não romperam a relação de afeto ou dependência”.

 

 

 

època

Leave a Comment

Your email address will not be published.