O vereador de Conde Fernando Araújo, mais conhecido como Fernando Boca Louca, renunciou ao mandato de vereador na cidade. Ele se despede do cargo em um momento turbulento na cidade, nos quais vereadores foram presos por corrupção e lavagem de dinheiro pela prática conhecida como “rachadinha”.

Boca Louca, de acordo com o delegado Delegacia Especializada Contra o Crime Organizado (Deccor), Allan Terruel, não foi preso porque se apresentou espontaneamente à polícia, confessou o crime e trouxe informações novas sobre o esquema na Câmara de Vereadores de Conde.

O primeiro suplente de Boca Louca é Flávio Melo de Souza, mais conhecido por Flávio do Cabaré. Ele se encontra detido no 5º Batalhão de Polícia Militar após ser preso pelos crimes previstos nos artigos 228 (favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual), 229 (casa de prostituição), 230 (rufianismo) e 288 (associação criminosa).

Em sua carta, Boca Louca alegou “foro íntimo” para a renúncia.

 

 

 

PB Já