Defesa Civil do RN reconhece estado de emergência por avanço do mar em Barra de Cunhaú

single-image

O avanço do mar na praia de Barra de Cunhaú, Litoral Sul potiguar, foi tema de reunião nesta quarta-feira (23) entre o coordenador da Defesa Civil do Estado, tenente-coronel Marcos Carvalho, e a prefeita de Canguaretama, Fátima Marinho. Foi discutido o andamento das ações para que o Governo Federal, por meio do Ministério de Desenvolvimento Regional, reconheça a existência do problema e assim libere recursos para a obra necessária na região.

“Estamos dando todo suporte necessário ao município. Já reconhecemos o Decreto de Estado de Emergência e agora orientamos com relação às etapas a serem cumpridas pela Prefeitura para que o mesmo seja feito pelo Governo Federal. É necessário realizar um estudo no local para que seja desenvolvida uma solução sustentável, que não altere aspectos naturais da praia”, explicou Marcos Carvalho.

No período de 60 dias, o mar avançou cerca de 200 metros num trecho da praia de Barra de Cunhaú, provocando estragos em casas e desabrigando 50 moradores. A prefeitura de Canguaretama, responsável pela região, decretou estado de emergência no dia 27 de dezembro. Como ainda não se sabe o que provocou o avanço do mar, a prefeitura pretende fazer um termo de cooperação com UFRN para que seja realizado o estudo que definirá as causas e a melhor solução para o problema na praia.

 

 

G1